No dia 29 de outubro é comemorado o dia nacional do livro. Mas você sabe por quê?

A primeira biblioteca do Brasil foi na livraria de D. José, onde Portugal disponibilizou um acervo bibliográfico muito rico, vindos da Real Biblioteca Portuguesa, com mais de sessenta mil objetos. As primeiras acomodações da Biblioteca foram em salas do Hospital da Ordem Terceira do Carmo, na cidade do Rio de Janeiro. A escolha da data foi em razão da transferência da mesma para outro local, no dia 29 de outubro de 1810, fundando-se assim a Biblioteca Nacional do Livro, pela coroa portuguesa.

Políticas do livro no Brasil

No dia nacional do livro, também vale lembrar das políticas nacionais de incentivo ao livro e à leitura. O Plano Nacional do Livro e da Leitura (PNLL), articulado pelo Ministério da Cultura (MinC) e Ministério da Educação (MEC), é composto por ações, projetos, programas e políticas governamentais e da sociedade civil. A modernização de bibliotecas é uma das ações em destaque.

A Diretoria de Livro, Leitura, Literatura e Bibliotecas (DLLLB) e o Sistema Nacional de Bibliotecas Públicas (SNBC) são responsáveis por efetivar ações como a implantação, construção e modernização de bibliotecas em parceria com estados e municípios. O Minc é o responsável pela implantação de Pontos de Leitura, bolsas para escritores e os prêmios literários, realizados pela Fundação Biblioteca Nacional (FBN) e pela DLLLB.

Leia mais

As conclusões da UNESCO sobre a educação no mundo

Dia-Nacional-do-Livro-e-Biblioteca-Nacional

Curiosidades

  • A Real Biblioteca no Brasil surgiu com a chegada de D. João VI e sua corte ao Rio de Janeiro, como consequência da invasão de Portugal pelas tropas de Napoleão Bonaparte. Junto com a comitiva desembarcaram cerca de 60 mil peças, entre livros, manuscritos, mapas, estampas, moedas e medalhas.
  • Atualmente, a Fundação Biblioteca Nacional (BN) é considerada pela UNESCO (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura) como uma das dez maiores bibliotecas nacionais do mundo e também a maior biblioteca da América Latina.

Feliz Dia Nacional do Livro!


Bruno Rodrigues

nasceu em Belém do Pará em 1989. É formado em publicidade (UFPA) e mestre em Design de Hipermídia (UFSC). Quando criança, leu muitas HQs e sonhava em ser desenhista. Aos 15 anos resolveu ser escritor. Em 2010 auto publicou seu primeiro romance da série Barbolandia. Fundou a Editora Barbohouse com intuito de publicar histórias de autores estreantes. Trabalha para tornar os livros digitais mais populares e que gerem impacto positivo na vida das pessoas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *